Notícias

Atopos 2019 - Encerramento

Atopos 2019 - Encerramento

22 Out 2019

O som das batidas do coração, simbolizando o pulsar da vida, da emoção, do sentir, na obra imersiva do aluno Marco Tayar no hall do Teatro do CLQ, na noite de 15 de outubro, encerramento do Projeto Átopos 2019, já retratava um olhar emotivo, delicado, compassivo e humano sobre a vida, um dos objetivos do Projeto Átopos, que se propõe a aprofundar temas mais sensíveis por meio do diálogo, pesquisa e da expressão espontânea e criativa dos alunos sobre as Ciências Humanas.
O evento foi aberto pelos coordenadores do Projeto, professores Ingrid Boer Benetti, Tatiana Gerardini e Jonathan Semmler . "Esse ano fomos companhia uns aos outros durante a viagem mais poética que o Átopos já viveu. (...) Navegamos por muitas linguagens artísticas e até no cinema nos aventuramos. Nos arrojamos tanto que abraçamos a pluralidade de temas que eclodiram nesse tempo e que transformaram o Átopos: ele não significa mais o lugar de um tema, mas sim o lugar de todos os não-lugares que inquietam o cotidiano", falaram os professores.
O encerramento contou com a apresentação de um vídeo produzido pela aluna Laura Handa com uma retrospectiva do Átopos 2019. Após a apresentação dos trailers dos documentários produzidos por meio do Projeto (veja pag. 19), a aluna Alanna agradeceu e homenageou a cineasta Bruna Epiphanio pela orientação prestada a ela e aos outros alunos na produção dos documentários. As alunas Helena Ventosa e Bárbara Ferezzini antes de apresentarem o trabalho "Linhas Vermelhas", como concluintes do Ensino Médio, junto a Letícia Kobayashi e Murilo Passini, surpreenderam e emocionaram a todos com os seus depoimentos sobre os projetos (veja box), confirmando que realmente essa proposta tem cumprido com os seus objetivos de fortalecer a autonomia intelectual, emotiva-afetiva e social, dando um sentido maior para a vida.
As apresentações foram encerradas com o vídeo-art "Espelhos" produzido pelo aluno Gustavo Azevedo. Após, todos puderam apreciar os trabalhos dos alunos no Espaço Expositivo do CLQ, quando foram apresentadas as mostras de Fotografia - "Homem Vitruviano Contemporâneo", de Vinicius Crepaldi e "Sentir" de Laura Chinaglia; além da perfomance - Estátuas Vivas, de Maria Beatriz Gonzales de Oliveira e Pinturas - "Dos Espelhos", de Gustavo Azevedo.
Jacqueline Ferezini, mãe de Bárbara comen-tou sobre sua percepção do Projeto Átopos. "A Bárbara desde criança é muito dinâmica e a es-pontaneidade sempre esteve presente na vida dela. O Àtopos foi uma excelente experiência para ela poder vivenciar toda essa questão inata nela. Então, é importan-tíssimo o Colégio incen-tivar e fortalecer esse ti-po de expressão, porque eles levarão isso para a vida toda. São oportunidades de viver uma vida de forma natural, espontânea e verdadeira, até para perceber que alguns sentimentos são comuns. Nessa transição da adolescência para a vida adulta, percebo que ela está mais livre para deixar as coisar serem como são, para manisfestar o que está sentido e, com certeza, tem o Átopos aí, pois o projeto dá essa abertura. Então, o Átopos é isso, permitir a si próprio ser como é e deixar que as coisas ocorram naturalmente.”

Compartilhe essa postagem
Mais notícias
WhatsApp